Consultoria especializada: mitos e verdades

Consultoria Especializada: Mitos e Verdades

As justificativas para não buscar uma consultoria são as mais diversas. Algumas delas são fundamentadas, mas outras demonstram claramente a falta de conhecimento sobre o que de fato é uma consultoria. Nesse artigo vamos fazer o possível para te ajudar a entender e buscar aquela que mais vai te ajudar de acordo com seu momento.

“Consultoria especializada é cara.”

“Não preciso de uma consultoria especializada porque ainda estou começando.”

“Minha empresa não apresenta problemas que eu não possa resolver sozinha.”

“Uma consultoria não vai conhecer meu negócio tão bem quanto eu.”

“Mas o que é uma consultoria especializada?”

São muitas as perguntas, e a consultoria especializada ainda adormece numa realidade distante daquela empreendedora que até aqui conhecia apenas produtos caríssimos quando especializados. No entanto, atualmente existem opções viáveis que adicionam muita segurança ao desenvolvimento do seu negócio. Vejamos aqui alguns motivos para a contratação de uma consultoria especializada e como ela poderá impactar positivamente seu negócio.

Um dos motivos é você poder se dedicar ao que você faz de melhor!
Um dos motivos é você poder se dedicar ao que você faz de melhor!

Visão imparcial e panorâmica sobre o seu negócio

Uma consultoria especializada vai analisar todos os aspectos do seu negócio sem se envolver emocionalmente. Veja bem, o fato de não haver envolvimento emocional não quer dizer que não haverá comprometimento e interesse real. Acontece que na grande maioria dos casos as gestoras, fundadoras, criadoras e “faz tudo” da empresa acreditam estar fazendo um ótimo trabalho por terem criado e erguido um negócio, muitas vezes com parcos recursos e conhecimento, e justamente por isso acabam por ser bastante resistentes a mudanças. Um negócio precisa de um olhar técnico que acompanhe a modernização do mercado, e nesse caso o olhar crítico de fora é de enorme valia.

Conhecimento técnico multidisciplinar

Uma consultoria vai se debruçar sobre todos os aspectos do seu negócio. Com certeza uma gestora que desenvolveu o próprio negócio conhece – e muito – sobre ele, mas nem sempre (ou quase nunca) vai conseguir abraçar todas as particularidades e áreas de um empreendimento, e é aí que a consultoria supre a lacuna.

Como melhorar o relacionamento com clientes? Como automatizar tarefas? Como fazer uma gestão adequada das finanças? Como se preparar para venda em atacado? Como identificar melhorias no marketing? Uma consultoria sempre vai buscar responder essas e muitas outras perguntas na realidade em que elas foram levantadas.

Foco em melhoria contínua e resultados

Com uma consultoria acompanhando os processos do negócio, a gestora/gestor poderá se dedicar ao planejamento com mais tranquilidade, pois vai dispor de tempo para isso. A consultoria vai manter o olhar focado no crescimento estruturado, enquanto a gestora poderá propor novos desafios.

Uma consultoria especializada vai manter você e seu empreendimento no trilho certo, com olhar para o futuro e em constante atualização, para que possa acompanhar o mercado e suas inúmeras tendências.

Gostou do nosso tema? Assine nossa newsletter para ter acesso a mais conteúdo e caso queira contar conosco como sua consultoria especializada é só visitar a aba programas e saber mais.

4 motivos para fazer seu plano de negócios

Lugar de plano é no papel

Conheça os motivos para criar seu planejamento

Muitos empreendedores defendem a ideia de que planos não são necessários para fazer o básico do dia a dia, mas sem o planejamento adequado fica praticamente impossível executar alguns aspectos do negócio, inclusive pensar em uma futura expansão dele. Confira alguns motivos pelos quais você deveria pensar em ter um plano de negócios:

Planejar é olhar, pensar, desenhar, imaginar, esquematizar... e começar de novo do zero quantas vezes necessário

 

1 – Avaliar sua ideia de negócio

Você tem uma ideia de negócio que parece interessantíssima, mas não sabe se ela é realmente viável? O plano de negócios vai levantar as respostas que você precisa para isso. Ao fazê-lo você irá pensar e pesquisar aspectos como: modelo de negócio, público, entre outros.

2 – Definir objetivos claros

Muitos negócios iniciam e sobrevivem com o objetivo básico de lucratividade, mas acabam se perdendo nos seus valores e objetivos de utilidade. Ter objetivos claros lhe ajudará a chegar neles mais rápido.

3 – Conhecer seu mercado

Sua ideia tem concorrência? Quais são seus diferenciais perante eles? Conhecer os vizinhos é tão importante quanto conhecer os aspectos internos da sua empresa. Além disso, é conhecendo o mercado que você conhecerá uma das partes mais importantes do seu negócio: seu cliente.

4 – Investimentos

Saber qual é o investimento inicial do seu negócio é apenas um dos pontos financeiros que você precisará estudar ao longo da sua jornada. Além de permitir que você planeje futuras possibilidades de investimento, o plano de negócios também permite que você busque investidores externos, já que esse será um dos primeiros documentos que lhe serão pedidos.

Na Feminaria todas as clientes tem pleno auxílio na criação do seu plano de negócios durante o Programa Expansão.