O empreendedorismo feminino vem crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo. Contudo, os desafios da mulher empreendedora ainda são muito diferentes daqueles enfrentados pelos homens.

Além das questões inerentes a qualquer empreendimento, elas enfrentam barreiras sociais e de preconceito que agravam a situação. Neste post, vamos falar sobre os principais desafios que as mulheres empreendedoras enfrentam para que você se prepare para vencer todos eles. Continue a leitura!

Preconceito

Infelizmente ele ainda existe e tem influenciado o mercado em alguns aspectos. Muitas conquistas já favoreceram bastante a vida das empreendedoras, mas a estrada ainda está longe do fim. Ainda existem algumas pessoas que não confiam na capacidade de gestão da mulher, por causa da forte influência social, instituída por séculos de história em que os homens eram os únicos responsáveis por garantir o sustento das famílias.

Outro tipo de preconceito é aquele enfrentado pela mulher negra, que acaba passando por situações ainda piores. Além de ter que superar as dificuldades impostas às mulheres, em geral, ela tem que conviver e lidar com o racismo.

No entanto, agora, no século XXI, a mulher tem reafirmado cada vez mais o seu papel de protagonismo na economia do Brasil e do mundo.

Jornada múltipla

Apesar de não ser uma exclusividade feminina, a jornada múltipla ainda tem mais “adeptos” entre as mulheres. Segundo a Agência Brasil, um estudo publicado pelo Ipea revelou que mais de 40% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres. Além disso, elas têm escolaridade média maior que a dos homens.

Outro dado interessante é que as mulheres trabalham em média 7,5 horas a mais do que os homens, também de acordo com o Ipea.

Isso significa que elas administram suas empresas, realizam tarefas domésticas, cuidam da família e ainda estudam (mais do que os homens). São muitas as tarefas, e as cargas física e psicológica são bastante altas. Conciliar tudo isso não é mole, mas as mulheres têm a capacidade de executar cada uma delas sem deixar a qualidade (e nem a peteca) cair.

Falta de incentivo e autoconfiança

As empreendedoras sofrem com a descrença de suas próprias famílias e amigos, que não confiam no potencial do negócio que estão montando. Muitas mulheres que hoje são bem-sucedidas em seus negócios passaram por isso um dia.

Uma consequência perigosa disso é o abalo na autoconfiança, que é uma questão profunda e pessoal. Dessa maneira, se a falta de autoconfiança estiver fora do aceitável, o mais indicado é buscar uma ajuda profissional.

Limitações de crédito no mercado

Essa limitação é enfrentada pela maioria dos empreendedores, principalmente os principiantes. Mas, para as mulheres, a limitação de crédito é ainda maior. As linhas de crédito financeiro para elas são menores e mais caras do que para eles.

Se as linhas de crédito fossem mais justas, as mulheres empreendedoras poderiam investir mais no crescimento de seus negócios e na manutenção da empresa nos períodos de baixa.

Contudo, apesar de todos os desafios listados, as mulheres são corajosas e inteligentes. Elas têm a total capacidade de superar todos os entraves e obter muito sucesso em seus empreendimentos.

E os desafios da mulher empreendedora não param por aqui. Muitos outros podem surgir, mas o importante é nunca desistir. Gostou do nosso conteúdo? Quer ter acesso a mais posts como este? Então continue a visita ao blog e entenda a importância do empreendedorismo feminino!