O ato de empreender é muitas vezes visto como concentrar atenção em várias coisas ao mesmo tempo, e isso ocorre porque no geral quem empreende acumula em si todas as posições estratégicas da empresa.
Não raro recebemos clientes muito preocupadas, pois acabaram por confundir as finanças pessoais com as da empresa e isso leva a um descontrole que pode ser fatal. Dito isso, perguntamos: Como você alia a gestão administrativa e financeira na sua empresa?
Não precisa responder agora, leia o artigo enquanto pensa sobre isso.

Desafios administrativos no empreendedorismo

Que existe uma motivação enorme em torno do “vai lá e faz”, ninguém duvida; contudo, quase nunca esse “vai lá e faz” vem acompanhando do “planejando assim e assim”.
Ovacionamos o empreendedorismo, o perfil multidisciplinar e a capacidade da empreendedora de manter os olhos em todas as áreas da empresa, mas isso acaba se traduzindo em desinformação, pois dessa forma deixamos de dizer claramente que empreender é administrar.
Nós assumimos esse papel e dizemos com todas as letras: para crescer em 2018 sua empresa precisa de uma boa gestão.

Uma boa gestão é a solução

A gestão administrativa pode ser traduzida em duas palavras: organização e planejamento. Ambas definem a estrutura dos processos gerenciais em uma empresa, independentemente do tamanho dela. Tirar um negócio do papel exige planejamento, mas manter uma empresa em crescimento exige planejamento estratégico e capacidade de execução.
Gerenciar é tarefa cotidiana, faz parte da rotina de quem empreende. É um trabalho que exige foco e diligência, mas ele não precisa ser solitário, você pode se valer da cogestão!
A cogestão administrativa pode ajudar a colocar o seu negócio nos eixos e ainda levá-la a um novo patamar.

Os benefícios da cogestão

Num programa de cogestão a empreendedora contratante tem todo o suporte para a tomada de decisões mais seguras. Isso porque contará com alguém ao seu lado avaliando em conjunto todos os próximos passos, reduzindo a chance de erros. E a gente sabe que errar às vezes custa caro.
Por contar com uma visão ampla de mercado, o processo de cogestão vai ajudar a apontar caminhos dentro do mercado em que você atua e que podem levá-la a identificar oportunidades de melhoria e expansão do seu negócio.
Baseada em informações fornecidas pela empreendedora a empresa de cogestão pode analisar as informações e elaborar um diagnóstico, definir o ponto de partida do programa, e o cronograma de trabalho que, no caso do Programa Expansão da Feminaria, dura 12 meses.

Dedique-se a conhecer seu negócio, aprender sobre ele e crescer!

O próximo ano pode ser o ponto de partida para uma nova realidade. Se você não conhece muito bem onde está ou onde quer chegar, elabore um bom plano de negócios, descubra quais são suas melhores habilidades, estruture seu emocional e siga adiante! Vai lá e faz com planejamento!

Ah... e mais uma coisa, claro – siga as dicas da Feminaria! Cadastre-se abaixo para receber nossa newsletter.