Trabalhadoras brasileiras receberam, em média, o equivalente a 84% do salário dos homens, em 2016. O levantamento, feito com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais), é do Ministério do Trabalho (MTE). O salário médio dos homens, no ano passado, foi de R$ 2.886,24, enquanto as mulheres foram remuneradas com R$ 2.427.14. Se forem contabilizadas as remunerações de todo o ano passado mais o 13º salário, as mulheres deixaram de embolsar, em média, R$ 6.000, em comparação aos homens.

A menor diferença nacional está no Distrito Federal. Lá, as mulheres ganharam, em média, o correspondente a 98,6% do salário médio dos trabalhadores homens.

Se contarmos todos os salários do ano, inclusive o 13º, as mulheres ganharam em média R$ 6.000 menos do que os homens.
Se contarmos todos os salários do ano, inclusive o 13º, as mulheres ganharam em média R$ 6.000 menos do que os homens.

Justificativa segundo a FGV

Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), além do sexismo, outras razões explicam o fato de essas discrepâncias ainda prevalecerem. As mulheres muitas vezes optam por cargos com mais flexibilidade, por exemplo, o que pode interferir no salário. Além disso, ainda de acordo com a FGV, é possível que haja empresas que, apesar de pagar menos, ofereçam outros tipos de benefícios, fora os mensurados no contracheque.

Da Agência Brasil

A igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres é um dos Objetivos do desenvolvimento Sustentável para o mundo, a ser alcançado até 2030. No entanto, ainda está longe de ser realidade. A pesquisa Eurobarômetro 2017, feita pela Comissão Europeia e divulgada na última semana, mostrou que ainda há trabalho a fazer em prol da igualdade entre homens e mulheres na Europa.

Realidade Global

Uma realidade global é que as mulheres assumem o controle de tarefas importantes não remuneradas, como trabalho doméstico e cuidar de crianças ou parentes em maior escala do que os homens. Os homens que trabalham gastam, em média, nove horas semanais em cuidados não remunerados e atividades domésticas. Já as mulheres que trabalham gastam 22 horas, o que significa três horas todos os dias.

Quer se manter atualizada em relação ao universo profissional feminino? Assine nossa newsletter!